- Revista Sustentável - https://www.revistasustentavel.pt -

Grande maioria dos adultos quer ser mais sustentável

O relatório anual One Green Step, promovido pela Garnier [1], revela que cerca de 83% das pessoas pretende ser mais sustentável. A conclusão tem como base um inquérito realizado a mais de 29 mil pessoas, em nove países. O número aumentou em relação ao ano passado, onde o valor era de 81%.

Em comunicado, a Garnier destaca os Estados Unidos da América (EUA) e a Alemanha onde quase nove dos dez adultos participantes (88%) afirmou que o ano passado os sensibilizou para a adoção de comportamentos mais ecológicos [2].

Os principais motivos incluem uma maior consciência dos riscos iminentes ligados às mudanças climáticas (40% no geral, observando-se uma subida para 54% na Indonésia e uma descida para 33% nos EUA), e o interesse em saber mais sobre o tema, demonstrado em 2021 (37%).

A família é outro dos motivos. Quase um em três adultos participantes no estudo (30%) afirma que quer ser mais sustentável para proteger o futuro dos filhos, subindo para 35% no Brasil. Há 12 meses, numa pergunta semelhante, esse valor era de apenas 16%.

Durante o ano de 2021, a maioria dos adultos afirma ter aumentado a reciclagem (61%) e quase metade reduziu a duração dos duches (42%). A vontade de diminuir o consumo de plástico surge no topo das prioridades, sendo que, à semelhança de 2021, também 67% das pessoas se comprometeram a reduzir o uso de plástico. De qualquer modo, apenas 5% considera já estar a agir de forma sustentável. Mais de uma em cada oito pessoas afirmou ter tido dificuldades em fazer escolhas ecofriendly no ano passado, e apenas 30% diz estar preparado para tomar medidas pelo Planeta neste momento.