Descarbonização

BCSD Portugal apresenta seis linhas de atuação prioritárias para a COP 27

BCSD Portugal apresenta seis linhas de atuação prioritárias para a COP 27

A BCSD Portugal revelou seis linhas de atuação para a COP 27, a Conferência das Nações Unidas para as Alterações Climáticas que se realiza entre os dias 6 e 18 de novembro, em Sharm El-Sheikh, no Egito.

A primeira linha passa pelo aprofundamento e concretização da Lei Europeia do Clima, através da análise de planos e regulamentação atuais, no que toca ao Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 e à Lei do Clima.

Para além disso, a BCSD Portugal salienta a importância de promover a inovação para a sustentabilidade, com incentivos para acelerar o aparecimento assim como o scalling-up de soluções tecnológicas e não tecnológicas, de modo a contribuir para uma economia circular e uma economia neutra em carbono.

O terceiro tópico é o incentivo e prioridade a soluções assentes na natureza que apoiem cadeias de valor circulares, através do restauro e valorização de ecossistemas assim como da biodiversidade.

O quarto tópico para a BCSD Portugal passa pela partilha de informação ESG com a conceção de um standard universal para reportar dependências, impactes ESG ambientais e riscos no que toca ao clima.

A BCSD Portugal destaca ainda a promoção e incentivo de instrumentos financeiros, tanto públicos como privados para apoiar a transição para a sustentabilidade como o investimento em soluções sem carbono bem como de baixo teor carbónico.

Outra das linhas de atuação que a BCSD Portugal destaca é o estabelecimento de um sistema de comércio de licenças de emissão global.