Energias renováveis

Energie aumenta capacidade de produção em 40% com nova unidade produtiva

Energie_Portugal

A Energie Portugal acaba de inaugurar uma nova unidade produtiva de Painéis Solares Termodinâmicos 4.0 que vai permitir, em velocidade cruzeiro, aumentar em 40% a produção de painéis solares termodinâmicos, num investimento de um milhão de euros, fruto de uma candidatura à Inovação Produtiva do Portugal 2020.

O anúncio foi feito pelo CEO da empresa da Póvoa de Varzim, Luís Rocha, na cerimónia de inauguração da nova unidade que contou com a presença do ministro do Ambiente e da Ação Climática. João Pedro Matos Fernandes considerou que a Energie é “um exemplo excecional da fibra dos empresários portugueses”, depois de ter enfrentado um incêndio e o período crítico da pandemia da covid-19.

“Esta nova unidade produtiva é o nosso futuro. Uma peça essencial para a Energie Portugal atingir mais um dos desafios a que nos propúnhamos: construir painéis solares termodinâmicos de última geração”, sublinhou Luís Rocha.

Depois de ter fechado o ano de 2019 com a produção de 10 mil painéis, segundo o CEO, no espaço de 12 meses, a empresa vai conseguir aumentar a produção em 20%, podendo atingir, em velocidade cruzeiro, um aumento de 40%.

“A geração 4.0 dos painéis solares termodinâmicos da Energie Portugal serão ainda mais amigos do ambiente, não só pelos materiais utilizados na produção, mas também pela sua durabilidade e longevidade”, explicou Luís Rocha.

Energie_Portugal_visita_ministro_ambiente

Depois de um incêndio a 26 de fevereiro, que destruiu um terço da empresa, e do período crítico da pandemia do novo coronavírus, a Energie enfrentou vários desafios. “Reconstruímos a parte destruída pelo incêndio. Numa altura em que se fechavam as fronteiras, encontramos matéria-prima, que tinha ficado totalmente destruída pelas chamas, para continuar a produzir. Procuramos novas encomendas, para fazer face àquelas que começaram a ser canceladas. E, ainda, concluímos as obras de construção da nova Unidade Produtiva”, esclareceu o CEO da Energie Portugal, destacando, ainda, que esta expansão permitiu a contratação de mais 10 colaboradores, contabilizando um total de 50.

“Vamos ser neutros de carbono em 2050”, sublinhou o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, destacando o papel de empresas como a Energie que são “fundamentais para produzir bem, a preços justos e permitir aos hotéis, às famílias e às empresas que possam ser mais eficientes do ponto de vista energético”.

A Energie é uma empresa 100% portuguesa e conta atualmente com 40 colaboradores, estando em fase de recrutamento e formação de mais uma dezena que irão ser afetos à nova unidade produtiva.

Localizada em Laúndos, na Póvoa de Varzim, a Energie ocupa, atualmente, uma área de seis mil metros quadrados e está especializada no desenvolvimento e fabrico de painéis solares termodinâmicos para climatização e águas quentes sanitárias.