Agricultura

Herdade dos Grous é a primeira empresa vitivinícola no programa Lean & Green

O programa europeu Lean & Green– representado nacionalmente pela GS1 Portugal – conta agora com a primeira adesão nacional com intervenção no setor vitivinícola, a Herdade dos Grous. O programa procura reduzir a pegada carbónica das cadeias de valor, através da redução das emissões de dióxido de carbono inerentes às operações logísticas e de transportes.

Segundo explicado em comunicado, a iniciativa já conta com 23 empresas em Portugal e mais de 600 a nível mundial.

“Acreditamos que o projeto Lean & Green nos permitirá validar os nossos cálculos de emissões inerentes a operações logísticas e definir ações de redução das emissões de Gases de Efeito de Estufa, contribuindo assim para que atinjamos os objetivos estratégicos definidos pela Herdade dos Grous”, destaca o diretor da Enologia e gerente da Herdade, Luís Duarte.

Luís Duarte acredita ainda que a adesão à iniciativa Lean & Green trará outros benefícios à marca, como “a redução de custos operacionais e logísticos, o aumento da competitividade, o fortalecimento da marca Herdade dos Grous, o aumento da confiança do consumidor no produto final e a aproximação e sensibilização dos parceiros de negócios e stakeholders para práticas ambientais responsáveis”.

Por sua vez, o diretor-executivo da GS1 Portugal, João de Castro Guimarães considera que “a participação da Herdade dos Grous na iniciativa Lean & Green abre caminho para que um setor como o vitivinícola se torne mais sustentável, pela respetiva descarbonização das operações logísticas e de transportes, sem impacto na habitual marca de qualidade e diferenciação”.