Descarbonização

Hub Criativo do Beato apresenta projeto sustentável Living Lab

O Hub Criativo do Beato anunciou publicamente o seu Living Lab, que pretende desenvolver novas tecnologias para promover a sustentabilidade.

O Hub Criativo do Beato (HCB) anunciou publicamente o seu projeto Hub Criativo do Beato Living Lab, que pretende desenvolver novas tecnologias e serviços para promover a sustentabilidade do HCB. A execução do projeto tem duração prevista de três anos, terminando em 2024.

Em comunicado, o HCB revela que os projetos que vão ser desenvolvidos no Living Lab são em quatro áreas prioritárias: Energia, Edifícios, Mobilidade e Economia Circular & Ambiente. O objetivo final é constituir um smart campus e um laboratório vivo permanente.

“Queremos transformar o HCB num smart campus de excelência e contribuir para a melhoria da sustentabilidade ambiental do projeto a partir das operações inovadoras que estamos a lançar. Através deste laboratório-vivo, esperamos também motivar o ecossistema empresarial da cidade a integrar soluções sustentáveis na criação e desenvolvimento dos seus negócios, bem como, inspirar a criação de novos laboratórios-vivos noutros ecossistemas de empreendedorismo”, comentou o diretor executivo da Startup Lisboa, Miguel Fontes.

Operações em desenvolvimento

De forma atingir os objetivos, vão ser desenvolvidas 9 operações distintas:

  1. A constituição de uma Comunidade de Energia Inteligente;
  2. A implementação de um sistema de Iluminação Pública Inteligente, que através de sensores vai gerir o sistema e tentar assegurar a redução do consumo energético;
  3. A criação de espaços para Agricultura Urbana na cobertura da Factory Lisbon;
  4. A redução de emissões nos transportes públicos com o Beato BioBus, que utiliza óleos alimentares usados recolhidos no HCB e comunidade local, para produção de biodiesel e a ser consumido em autocarros que irão servir o HCB;
  5. A implementação de um Sistema Alimentar Circular, que promove a economia circular na cadeia alimentar do HCB;
  6. O lançamento de um Programa de Aceleração CleanTech com o intuito de promover e apoiar a criação de produtos e serviços inovadores dedicados às tecnologias limpas;
  7. A criação da Plataforma HCB i-Management, uma Plataforma de Gestão Inteligente que congrega informação proveniente das diferentes operações, permitindo a análise e monitorização dos principais KPIs do projeto;
  8. A criação de um sistema de Sensorização e Carregamento HCB, sendo implementada uma infraestrutura de postes, equipados com sensores de ocupação e ambientais, sistemas de som, CCTV e carregamento de veículos elétricos de mobilidade suave, complementada por uma estação meteorológica e por sensores de radiação instalados nas coberturas de edifícios selecionados;
  9. A criação do Laboratório de Dados HCB, como núcleo do Laboratório de Dados Urbanos da CML (LxDataLab), focado em desafios lançados à comunidade científica internacional nas áreas prioritárias do HCB.

Beato BioBus

O projeto Beato BioBus une a PRIO e Carris no desenvolvimento de uma nova carreira movida a Zero Diesel (isento de petróleo), composta por até oito autocarros que irão servir o Hub Criativo do Beato, já a partir do segundo semestre de 2021, avança o portal Motor24.

As duas empresas esperam que com o Beato BioBus seja possível poupar-se mais de 400 mil litros de gasóleo e cerca de 1118 toneladas de emissões de CO2 por ano.

O Living Lab é gerido pela Startup Lisboa, entidade responsável pela gestão do HCB, com a coordenação técnica da Lisboa E-Nova, com a Câmara Municipal de Lisboa enquanto parceiro principal e com financiamento parcial dos EEA Grants. A Carris, Circular, DST Solar, Innovation Point, Mota-Engil Renewing, Praça, Prio, Schréder, The Browers Company e Watt-IS são parceiros da iniciativa.