Energias Renováveis

Maior bateria do mundo vai ser construída na Austrália

bateria Austrália

A CEP Energy vai construir a maior bateria do mundo com capacidade até 1,200MW de capacidade, em Nova Gales do Sul (NSW), na Austrália. O anúncio é o mais recente de uma onda de grandes projetos de armazenamento de energia para a rede elétrica nacional da Austrália, noticia o jornal britânico The Guardian.

Esta bateria, segundo a empresa, poderá ser 8 vezes maior que a bateria de Hornsdale, na Austrália Meridional, que era a maior quando começou a operar em 2017. A capacidade final da bateria ainda não foi decidida pela empresa.

Morris Iemma, antigo governador de NSW e presidente da CEP Energy, afirmou que o plano de energia limpa aprovado pelo parlamento australiano foi o que deu confiança ao mercado para investir neste tipo de baterias, sem subsídios.

“Este projeto ajudará a garantir que a Hunter Region da NSW permanece fiel à sua herança como uma das potências energéticas da nação enquanto trabalhamos para um futuro mais limpo e descarbonizado”, disse Iemma.

A BirdLife Australia disse estar preocupada com os planos para expandir a indústria, uma vez que pode colocar em causa o habitat de aves nas florestas de Tomalpin.

O diretor de projetos do grupo, Mick Roderick, disse que a bateria não tinha sido devidamente pensada. “As energias renováveis são ótimas e existem locais potencialmente apropriados nas proximidades, mas esta proposta não pode ser construída nas florestas de Tomalpin”, afirmou.

A CEP Energy diz que a construção da sua grande bateria deverá começar no início de 2022, com operação a iniciar-se no ano seguinte. Será construído na zona económica de Hunter, uma das cinco zonas de energia renovável anunciadas pelo governo da NSW.

A tecnologia da bateria descolou mais rapidamente do que o previsto. Uma previsão da Aemo em 2016 sugeria que a Austrália poderia ter apenas 4MW de baterias de grande escala até 2020, e construir não mais do que isso antes de 2036. Um relatório em novembro dizia que o país já tinha 287MW em funcionamento ou comprometido com a construção. Desde então, foram anunciados planos para mais de 2 gigawatts.