Biodiversidade

Melgaço investiu 660 mil euros na biodiversidade

Melgaço investiu 660 mil euros na biodiversidade

A autarquia de Melgaço revelou que investiu 660 mil euros (cofinanciamento do POSEUR e do POCTEP-INTERREG no valor de cerca de 586 mil euros) em projetos no âmbito da conservação da natureza. O município pertence à Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés e está inserido no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Segundo explicado em comunicado, o objetivo tem sido assegurar a biodiversidade através da preservação de habitats naturais, da fauna e da flora selvagem, preservando a cultura e tradições das comunidades das Reservas da Biosfera.

Um dos projetos destacados pela autarquia é o “Plano Educacional da Biosfera”, terminado este ano. Vocacionado para a população jovem, teve como propósito promover a consciencialização da importância da conservação da natureza. Englobou, ao longo de três anos (2020-2022), 15 entidades/escolas em 26 campanhas de sensibilização e ações de informação, totalizando 1379 participantes e tendo produzido 26 produtos de comunicação, conseguindo um grau de adesão do público-alvo de 100%.

Este projeto representou um custo total de cerca de 167 mil euros e uma taxa de cofinanciamento das despesas elegíveis de 93,22%.

Melgaco PORTA PNPG 1

Outros projetos de conservação da biodiversidade em Melgaço:
  • “Recuperação e Proteção de Habitats com Estado de Conservação Desfavorável no Concelho de Melgaço”: representando um custo total de cerca de 272 mil euros e uma taxa de cofinanciamento das despesas elegíveis de 85%;
  • “Recuperação de áreas degradadas pela ação humana em área do PNPG”: representando um custo total de cerca de 133 mil euros e uma taxa de cofinanciamento das despesas elegíveis de 92,69%;
  • “Dinamização conjunta da Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés”: representando um custo total de cerca de 88 mil euros e uma taxa de cofinanciamento das despesas elegíveis de 75%.