Descarbonização

Sorgal reduz emissão de CO2 equivalente a mais de 3 mil árvores no 1º trimestre do ano

A Sorgal reduziu no primeiro trimestre do ano a sua emissão de CO2 em 68 867 kg, correspondente a uma absorção equivalente de 3.130 árvores.

A Sorgal, empresa que produz e comercializa alimentos compostos para animais, reduziu no primeiro trimestre de 2021 a sua emissão de CO2 em 68 867 kg, o correspondente a uma absorção equivalente de 3.130 árvores. Ao mesmo tempo reduziu o consumo de energia em 20% nesse período, “mesmo sendo um período de Inverno”.

Em comunicado, o Grupo Soja de Portugal, a que a empresa pertence, afirma que esses resultados foram possíveis face à instalação de um parque de produção de energia solar (fotovoltaico) na Sorgal.

A potência instalada do parque fotovoltaico é de 1 MWp, numa área de cerca de 15.000 m2 em solo. Essa produção “corresponde em termos globais a uma autossuficiência de 1/3 de energia verde” da instalação da Sorgal.

“Uma vez que a energia elétrica fornecida pela rede é maioritariamente proveniente dos combustíveis fósseis, este tipo de investimento permite reduzir de imediato a pegada de carbono da empresa pela diminuição direta do consumo da rede elétrica”, afirma o Grupo Soja de Portugal.