Energias Renováveis

União Europeia importou mais produtos de energia verde do que exportou em 2020

A União Europeia (UE) gastou 11,2 mil milhões de euros em importações de produtos para energia verde (inclui turbinas eólicas, painéis solares e biodiesel) provenientes de países fora da UE no ano de 2020. No mesmo período, as exportações destes produtos para os países fora da UE contabilizaram apenas 5,8 mil milhões de euros.

O Eurostat, em comunicado, explica que, em específico, a UE importou 8 mil milhões de euros em painéis solares e 2,9 mil milhões em biodiesel. Tal contrasta com os 1,8 mil milhões e os 1,6 mil milhões, respetivamente, exportados em 2020.

No lado oposto da moeda, foram exportados 2,3 mil milhões de euros em turbinas eólicas e só importados 0,3 mil milhões.

Em termos comparativos, as importações de painéis solares (250%), biodiesel (60%) e turbinas eólicas (330%) aumentaram face a 2015. No lado das exportações, as turbinas eólicas e os painéis solares diminuíram 1% e 40%, respetivamente. Já nas turbinas, o valor aumentou em 150% quando comparado a 2015.

Maior país parceiro de importação/exportação por tipo de produto

  • Turbinas eólicas: China – país de onde mais se importa (84%); Estados Unidos da América – país para onde mais se exporta (28%);
  • Painéis solares: China – país de onde mais se importa (75%); Estados Unidos da América – país para onde mais se exporta (18%);
  • Biodiesel: China – país de onde mais se importa (27%); Reino Unido – país para onde mais se exporta (75%).