Reciclagem

Re-Source seleciona dez start-ups de nove países para promover a reciclagem de resíduos

Re-Source seleciona dez start-ups de nove países para promover a reciclagem de resíduos

O programa Re-Source, promovido pela Sociedade Ponto Verde e gerido pela consultora Beta-i, selecionou dez start-ups de nove países: Portugal, Bulgária, Chile, Emirados Árabes Unidos, França, Inglaterra, Noruega, Suíça e Polónia para promover a disrupção digital na reciclagem de resíduos de embalagens bem como a economia circular.

Os finalistas vão conceber soluções para dar resposta a desafios relativos ao crescimento da recolha de embalagens de vidro e com a reciclagem e recuperação de resíduos de embalagens, através da aplicação dos princípios da economia circular, bem como ao comportamento do consumidor.

As start-ups já têm soluções digitais que foram alvo de testes noutros mercados tais como uma solução para os transportes e logística, desenvolvida pela start-up portuguesa Azitek, a Lam’on, start-up búlgara responsável pela conceção de uma película 100% biodegradável para laminação de compostos assim como de embalagens, a start-up francesa, Lixo que desenvolveu uma forma de captura de dados e de melhoria da caracterização dos resíduos, entre outras. Para além disso, juntam-se as start-ups inglesas Re-universe e Recycleye e a start-up dos Emirados Árabes Unidos, Verofax.

As start-ups vão desenvolver, durante os próximos meses, o trabalho realizado no bootcamp de inovação, onde irão dar início ao desenvolvimento de projetos-piloto juntamente com a Sociedade Ponto Verde e parceiros, entre os quais a Águas e Resíduos da Madeira, a Amarsul, a Colep Packaging, a Delta Cafés, a Embal, o Leroy Merlin, a Maiambiente, a Musami, a Tetra Pak assim como a Valorsul.

A primeira edição do Re-Source, que ocorreu em 2020, uniu 13 parceiros e 20 empreendedores de dez países, incluindo Portugal e levou ao desenvolvimento de soluções para a economia circular e para a reciclagem.