Mobilidade

Em 2030, governo britânico quer ter mais carregadores elétricos que postos de combustível

A eletrificação ganha cada vez mais tração junto da comunidade internacional no seu processo de abandono das tecnologias a combustão. Face a isto, os governos estão a duplicar esforços para suprir uma das principais lacunas nesta transição: a rede de carregamentos.

Neste sentido, o governo britânico anunciou durante os últimos dias um plano de grande envergadura para robustecer a estrutura de postos públicos de carregamento elétrico, pretendendo aumentar em 10 vezes, até 2030, a rede existente no país.

Assim, segundo o explicado na Estratégia de Infraestrutura de Veículos Elétricos, num plano apoiado por um investimento de 1,6 mil milhões de libras, a ideia é ter até daqui a 8 anos 300 mil postos de carregamento público em funcionamento, mais do que o total de postos de combustíveis existentes no país.

Caso seja conseguido este objetivo, até 2030, os operadores de pontos de carregamento terão instalado mais 15.000 pontos de carregamento rápido em toda a rede rodoviária do Reino Unido – quadruplicando a oferta atual – e mais de 100.000 pontos de carregamento de rua até 2025.