Retalho

Jerónimo Martins lidera combate às alterações climáticas e à desflorestação

A Jerónimo Martins está no patamar da liderança do setor do retalho alimentar no combate às alterações climáticas e à desflorestação, segundo os resultados da avaliação anual realizada pelo CDP – Carbon Disclosure Project, que abrangeu mais de 9 600 empresas de todo o mundo.

O grupo mantém-se como o único retalhista alimentar mundial a obter um nível de liderança (A-) nas quatro commodities (óleo de palma, madeira, gado bovino e soja) associadas ao risco de desflorestação, o mesmo nível que obteve pelas medidas de combate às alterações climáticas.

No que diz respeito a “Water Security”, que analisa a gestão da água enquanto recurso crítico, o grupo foi classificado com nível B (gestão). Os itens de avaliação ‘Políticas de Gestão do Consumo de Água’, ‘Pegada de Consumo de Água’ e ‘Impactos no Negócio’ obtiveram a classificação máxima: A.

“O Grupo Jerónimo Martins foi, uma vez mais, a única empresa portuguesa a responder aos três questionários do CDP (Clima, Florestas e Água)”, refere em comunicado.

“Estes resultados refletem as boas práticas das Companhias do Grupo Jerónimo Martins na relação entre prosperidade económica e preservação ambiental, que têm vindo a ser reconhecidas internacionalmente com a inclusão em mais de 60 índices de sustentabilidade, entre os quais o Eurozone 120 e Europe 120, ambos da Euronext Vigeo-Eiris, ou os FTSE4Good Global e Europe Indexes”, conclui.