Economia Circular

Missão Continente doou 12,3 milhões de excedentes em 2019

Missão Continente doou 12,3 milhões de excedentes em 2019

A Missão Continente doou um total de 12,3 milhões em excedentes alimentares, em 2019, dos quais 8,5 milhões foram entregues a 1.013 instituições de solidariedade social e de apoio a animais espalhadas pelo país. Os restantes foram disponibilizados internamente nas áreas sociais das lojas e entrepostos, segundo os dados do Relatório da Missão Continente 2019.

No combate ao desperdício alimentar, a iniciativa lançou, em colaboração com a cervejeira Vadia, a cerveja artesanal Bread Beer, produzida com restos de pão e migalhas das padarias Continente.

“Consciente da limitação de recursos do Planeta e da crescente procura, a Missão Continente atua ao nível do combate ao desperdício alimentar, procurando aproveitar ao máximo todos os recursos, reintroduzindo no ciclo de vida os subprodutos dos processos de transformação ou reabsorvendo os excedentes dos processos de distribuição”, refere a Sonae em comunicado.

Incentivar a alimentação e estilo de vida saudáveis

No âmbito da edição 2018/19 do Donativo Missão Continente, a insígnia afirma ter apoiado, com mais de 240 mil euros, 12 projetos nacionais dedicados à Alimentação Saudável, Desperdício Alimentar e Inclusão Social.

De acordo com o relatório, o Programa Escola Missão Continente, que visa apoiar as escolas do 1º ciclo do ensino básico na sensibilização para uma alimentação saudável e um consumo consciente, teve uma participação de  333 escolas de todo o país e 31.406  alunos participaram nas atividades do programa.

Durante 2019, foram também concluídos planos de otimização nutricional em mais de 60 produtos, que “se traduzem em reduções anuais de 47 toneladas de sal, 200 toneladas de açúcares em iogurtes líquidos e bolachas e mais de 25 toneladas de gorduras em iogurtes gregos”, afirma o Continente.

Consumo consciente e economia circular

A Missão Continente tem também desenvolvido projetos de economia circular para combater o desperdício.

Os doces & chutneys feitos a partir de frutas e legumes que perdem a sua atratividade comercial, são um exemplo desses projetos; bem como o Panana, um bolo feito com polpa das bananas que são retiradas de venda.

No âmbito do desperdício alimentar, há ainda o projeto Banana Solteira, que tem como objetivo incentivar a compra das bananas que foram separadas do respetivo cacho, ficando sozinhas. Em 2019, o desperdício destas bananas teve uma redução de 25% face ao ano anterior.

Boas Práticas Ambientais

Em 2019, o Continente lançou uma plataforma totalmente dedicada ao tema do plástico, por forma a refletir o seu compromisso, iniciativas, além de notícias nacionais e internacionais sobre este material.

O lançamento surgiu no âmbito do Compromisso para o Uso Responsável dos Plásticos, que enquadra várias iniciativas, das quais se destaca  a assinatura do pacto internacional “New Plastics Economy Global Commitment”, liderado pela Fundação Ellen MacArthur (em colaboração com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente).

Além disso, a marca assumiu a intenção de 100% das mais de 750 milhões de embalagens da Marca Própria que são colocadas no mercado todos os anos serem reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis até 2025.

Em 2019, foi também inaugurado o primeiro supermercado plastic free na secção de frutas e legumes: o Continente Bom Dia Via Catarina Shopping, no Porto.

No âmbito das iniciativas desenvolvidas pela Estratégia para o Uso Responsável de Plásticos, o Continente já reduziu mais de 4,2 mil toneladas de plástico Virgem.