Agricultura

Projeto espanhol utiliza restos de laranja para produzir eletricidade

restos de laranja para gerar energia

Um projeto piloto da cidade espanhola de Sevilha quer utilizar os restos fermentados de laranja para produzir eletricidade, através da libertação de metano desses restos. A estação de água da cidade é o destino dessa eletricidade.

O projeto, lançado pela companhia de água municipal Emasesa, vai utilizar 35 toneladas de fruta para gerar energia para uma das estações de purificação da água, de acordo com o jornal The Guardian. A laranja vai ser transportada para uma instalação já existente que produz eletricidade a partir de matéria orgânica.

Em declarações ao jornal britânico, Benigno Lopés, o diretor do departamento ambiental da empresa de água, espera que “brevemente consigamos reciclar todas as laranjas da cidade”. Para alcançar este objetivo, ele estima que Sevilha necessita de investir cerca de 250 mil euros.

O objetivo final é que, eventualmente, a energia produzida excedente, não utilizada pela Emasesa, entre no circuito de energia. De acordo com ensaios, 1000 quilos de laranja podem produzir 50KWh, “suficiente para dar energia a 5 casas por dia”. Se toda a laranja for reciclada, calculam ser possível alimentar 73 mil casas.

A região espanhola produz cerca de 15 mil toneladas de laranja. O Reino Unido é o mercado para onde é exportada a  maior parte desta produção, com o intuito de fabricar marmelada.