Retalho

ALDI quer gestão eficiente de água na gama de frutas e legumes

ALDI quer gestão eficiente de água na gama de frutas e legumes

Os grupos ALDI Nord, ALDI South Alemanha e HOFER Áustria, em conjunto, querem implementar uma série de normas para assegurar que os produtos certificados sejam cultivados utilizando métodos de produção mais eficientes em termos de água.

Em comunicado, os grupos revelam que o objetivo pretende ser alcançado até julho de 2022, conseguindo que mais de 70% do volume de negócios para frutas e legumes seja proveniente de uma produção com gestão eficiente de água.

“Até 2022, os produtores dos nossos 15 produtos mais vendidos provenientes de regiões de risco hídrico devem implementar ações eficientes no domínio da água, como, por exemplo, a utilização da irrigação gota-a-gota” refere o Director of Corporate Responsibility and Quality Assurance, do ALDI Nord SE & Co. oHG, Erik Hollmann.

Os 15 principais produtos de frutas e legumes incluem abacates do Peru (regiões de La Libertad, Ica ou Piura), tomate da Andaluzia (Espanha), batatas, bananas, uvas, morangos, maçãs e alfaces, todos cultivados em regiões críticas em termos de água. Estas regiões foram previamente identificadas pelo ALDI através da ferramenta WWF Water Risk Filter.

Para contribuir para a utilização eficiente da água nessas regiões, o ALDI, juntamente com os seus produtores, vai implementar uma série de normas que incluem orientações sobre boas práticas de gestão da água. Além disso, pretende assegurar que os produtores têm apoio para executar as medidas necessárias.

Recorde-se: desde 2019, que o ALDI é membro da Alliance for Water Stewardship (AWS), a maior rede mundial para a utilização sustentável da água.