- Revista Sustentável - https://www.revistasustentavel.pt -

Mais de metade das embalagens de plástico em Portugal já são recicláveis

Atualmente mais de metade das embalagens de plástico [1] já são recicláveis em Portugal. É esta uma das conclusões do Primeiro Relatório de Progresso da iniciativa Pacto Português para os Plásticos (PPP [2]).

Em comunicado, o PPP informa ainda que o relatório concluiu que a colocação no mercado de plásticos de uso único problemáticos e/ou desnecessários representa menos de 4% do total. “Mais de dois terços deste valor correspondem a dois tipos de plásticos de uso único – “embalagens de plástico não detetáveis em sistemas de triagem” e “embalagens em PVC” – que, apesar de não existir legislação que o exija, os membros da iniciativa se comprometeram a eliminar dos seus portfolios até 2025”, avança o coordenador do projeto [3], Pedro São Simão.

Outras conclusões:

“Os resultados deste primeiro relatório demonstram que estamos no caminho correto, mas que todos membros da iniciativa deverão reforçar as suas ações, individuais e coletivas, para atingirmos, ou mesmo superarmos, as Metas 2025”, afirma Pedro São Simão.

Recorde-se que o Pacto Português para os Plásticos pretende concretizar, até 2025, um conjunto de cinco metas:

  1. eliminar os plásticos de uso único problemáticos e/ou desnecessários, através de redesenho, inovação ou modelos de entrega alternativos (reutilização);
  2. 100% das embalagens de plástico serem reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis;
  3. 70%, ou mais, das embalagens plásticas serem efetivamente recicladas, através do aumento da recolha e da reciclagem
  4. incorporar, em média, 30% de plástico reciclado nas novas embalagens de plástico;
  5. promover atividades de sensibilização e educação aos consumidores (atuais e futuros) para a utilização circular dos plásticos.

O Pacto Português para os Plásticos é liderado pela Associação Smart Waste Portugal e pertence à Plastics Pact Network da iniciativa New Plastics Economy, da Fundação Ellen MacArthur.