Reciclagem

Sociedade Ponto Verde e Beta-i procuram soluções inovadoras na reciclagem

A segunda edição do programa Re-Source, promovido pela Sociedade Ponto Verde e a Beta-i, foi lançado.O programa visa procurar soluções de inovação colaborativa para a recuperação e reciclagem de embalagens.

Neste âmbito, as duas entidades estão a levar a cabo um ‘concurso’ de startups de todo o mundo, convidando-as a participar e no programa que tem uma dotação de 250 mil euros para investimento na potenciação dos projetos selecionados.

“Com o objetivo de promover a economia circular e a disrupção digital na reciclagem de resíduos, o programa vai dar a oportunidade aos participantes de trabalhar em conjunto com grandes empresas na criação de projetos-piloto inovadores para o setor”, explica-se em comunicado.

“A segunda edição do Re-Source vai estar focada em encontrar soluções que venham resolver desafios relacionados com a participação do consumidor, de forma a alcançar um nível mais elevado de conformidade no que respeita à separação e eliminação de embalagens de resíduos, bem como no comportamento e compromisso individual dos consumidores; com o aumento da circularidade de embalagens de vidro e alumínio, promovendo a digitalização e a rastreabilidade na recolha e recuperação do vidro e melhorar a separação e eliminação do alumínio, permitindo fechar o ciclo deste material “infinitamente reciclável” e mantê-lo sempre dentro da economia circular; e com a reciclagem e recuperação de papéis revestidos, aplicando os princípios da economia circular”, explica-se.

O programa tem candidaturas abertas até ao dia 27 de julho, através do https://resource-innovation.com/, para startups, scaleups, inovadores e centros de investigação com soluções digitais já testadas noutros mercados, nomeadamente relacionadas com robótica e IA para “last mile delivery”, com novos materiais dentro da economia circular e com o desenvolvimento de cidades inteligentes.

De acordo com Diogo Teixeira, CEO da Beta-i, “após uma primeira edição concluída com sucesso, a motivação da SPV para voltar a trabalhar connosco mostra como a nossa metodologia colaborativa se enquadra na sua estratégia de trazer novos conhecimentos, tecnologias e inovações escaláveis para o setor dos resíduos de embalagens. Como tal, este ano voltamos a dar oportunidade às startups de escalarem os seus negócios de uma forma mais rápida, e às empresas a possibilidade de tornarem a prática de reciclagem e eliminação de resíduos ainda mais eficaz.”

Segundo Ana Trigo Morais, CEO da Sociedade Ponto Verde, “O Re-source regressa para a segunda edição, em resultado do caminho de sucesso feito no seu lançamento. É necessário continuarmos a convocar agentes da inovação e da disrupção, que têm o seu ADN assente na transformação tecnológica, digital e sobretudo no “pensar diferente” para que seja possível continuar a fazer evoluir o setor da cadeia de valor das embalagens”.