Economia Circular

Setor espanhol dos plásticos vai investir mais de 260 milhões de euros na sustentabilidade

Setor espanhol dos plásticos vai investir mais de 260 milhões de euros na sustentabilidade

A EsPlásticos, plataforma espanhola do setor dos plásticos, propôs um macroprojeto em torno da circularidade dos plásticos e da inovação, no âmbito do plano europeu de recuperação. O plano prevê um investimento de 262 milhões de euros, avança a plataforma, em comunicado.

O objetivo é gerar mais de 673 novos postos de trabalhos e reduzir a pegada de carbono entre 10% a 25%, nos próximos 4 anos.

Este projeto conta atualmente com a participação de 25 empresas, de 11 das comunidades autónomas espanholas. No entanto, está aberto à adesão por parte de mais empresas.

A iniciativa é coordenada pelo centro tecnológico AIMPLAS e inclui o desenvolvimento de um centro de investigação focado na economia circular para o setor. “A implementação deste centro é uma necessidade de ultrapassar todas as barreiras que implicarão o desenvolvimento de novos processos e produtos a nível da investigação”, afirma a EsPlásticos.

O projeto conta com 17 linhas de ação: desde o ecodesign, à modernização da capacidade de reciclagem mecânica e química, passando pela consciência social. Estão previstos também trabalhos sobre novos sistemas de responsabilidade alargada do produtor (RAP) para os plásticos agrícolas, embalagens industriais e comerciais (como caixas de frutas ou embalagens químicas) e outros produtos, como redes de pesca e manipulação, paletes e têxteis.

Para a EsPlásticos, “o setor dos plásticos é um sector-chave no nosso país enquanto gerador de emprego e riqueza, e tem muito a contribuir em tudo o que está relacionado com o Plano de Recuperação de Espanha”.