Entrevista

“Aplicação de tecnologias de captação de CO2 a processos industriais é ainda insuficiente”

Captação de CO2
Atingir a neutralidade carbónica até 2050 é uma meta ambiciosa, que não será possível concretizar sem “inúmeros esforços” de redução das emissões de gases com efeito de estufa (GEE), nomeadamente através de uma aposta mais musculada na captação de carbono. Quem o diz é Gisela Oliveira, investigadora na Universidade Fernando Pessoa. Em conversa, atira ainda que a “atratividade” das licenças de emissão de carbono é hoje uma das razões do interesse menor na captação deste gás e sublinha que falta…

Artigo exclusivo para utilizadores registados

É necessário iniciar sessão para ter acesso ao artigo completo

Inicie sessão .