Volatilidade do mercado altera estratégias da cadeia de abastecimento

Volatilidade do mercado altera estratégias da cadeia de abastecimento

A incerteza sob a economia mundial e a crise da zona euro tem tido um impacto significativo nas estratégias das cadeias de abastecimento a todos os níveis. A volatilidade do mercado (52%) e a contração económica (39%) foram referidas como os maiores desafios empresariais com que se deparam os profissionais, segundo o estudo Global Supple Chain Agenda 2012, da consultora Capgemini.

No entanto, o inquérito sugere que as empresas estarão mais aptas a lidar com esta incerteza do que no período de abrandamento económico sentido em 2008-2009, com 52% dos inquiridos a indicarem que agora estão mais preparados para um ambiente mais volátil.

Perante um panorama de incerteza para 2012, 67% dos inquiridos implementaram medidas para melhorar a visibilidade e o controlo na cadeia de abastecimento, enquanto 59% agiram de forma a aumentar a flexibilidade das operações na cadeia de abastecimento. “As empresas que tomaram estas medidas vão estar em vantagem em 2012, em relação aos seus concorrentes, pois vão poder avaliar e adaptar as suas cadeias de abastecimento de forma mais fácil”, estima a consultora em comunicado.

Para Ramon Veldhuijzen, global logistics and fulfillment lead da Capgemini Consulting, “é crucial que os executivos de cadeias de abastecimento e a direção das empresas partilhem a mesma visão sobre os benefícios que estes projetos podem trazer para toda a organização, de forma a estabelecer uma estratégia da cadeia de abastecimento realmente bem-sucedida e manter uma vantagem competitiva”.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever