- Revista Sustentável - https://www.revistasustentavel.pt -

Nhood é nova empresa global de soluções imobiliárias com foco na sustentabilidade

A Nhood [1] é uma nova empresa global de soluções imobiliárias com foco na sustentabilidade. A empresa tem como propósito a criação e transformação de espaços que geram comunidades ativas e cidades sustentáveis, com um foco em locais e projetos de uso misto que cruzam as diferentes facetas da vida, interligando-as. A empresa, recém-criada globalmente, implanta-se em Portugal, a par com outros nove países, revela, em comunicado.

A criação desta nova empresa de soluções imobiliárias para ativos de usos mistos acontece dentro do ecossistema da Associação Familiar Mulliez (AFM).

No âmbito internacional, Etienne Dupuy é nomeado diretor geral global da Nhood. Já em Portugal, a ceo da divisão portuguesa é Séverine Boutel Bodard.

“Em Portugal vamos trabalhar fortemente no conceito da cidade dos 15 minutos, com espaços diversificados que permitam às pessoas beneficiar da proximidade a tudo o que necessitam, com um planeamento sustentável como forma de potenciar a qualidade de vida dos portugueses”, revela a ceo da Nhood Portugal.

“A nível global, o potencial de desenvolvimento está estimado em mais de 4 milhões de m², incluindo cerca de 1/3 em projetos de habitação”, revela a empresa. Já no mercado nacional, nos próximos cinco anos, quer “criar e transformar vários ativos imobiliários em diferentes cidades no país, estando já identificadas oportunidades e projetos em mais de 15 localizações de norte a sul do país”.

O plano de investimentos que a Nhood prevê gerir, em nome do seu portfólio de clientes, para os próximos cinco anos em Portugal é de cerca de 500 milhões de euros, com a criação de mais de 3.000 postos de trabalho associados.

A Nhood tem como ambição estratégica para o mercado português assegurar que 100% dos seus projetos usem energias renováveis como fonte de energia, quer nos locais atualmente geridos pela Nhood, quer nos projetos a desenvolver de futuro.

[2] [3]