Takargo apresenta queixa contra a CP Carga por abuso de posição

Takargo apresenta queixa contra a CP Carga por abuso de posição

A Takargo, empresa de transporte ferroviário do grupo Mota-Engil, apresentou uma queixa contra a CP Carga à Autoridade da Concorrência (AdC) por “abuso de posição dominante” e “prática de preços predatórios”.

A Takargo acusa a CP Carga de “impedir o acesso” de concorrentes ao mercado de transporte de mercadorias recentemente liberalizado.

No documento enviado à AdC, a empresa do grupo Mota-Engil aponta ainda a “prática de preços abusivos” (preços inferiores aos custos totais) no transporte de contentores entre Sines e Entroncamento/Lisboa, que em 2011 terá resultado em prejuízos públicos de cerca de sete milhões de euros.

A empresa faz também referência ao encargo de “50 milhões de euros” para o erário público com a operação em Sines, levada a cabo pela Ports of Singapure (PSA) e pela Mediterranean Shipping Company (MSC), associadas na exploração do Terminal 21.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever