Economia Circular

GlobalData antecipa que 2023 vai ser o ano da revolução das embalagens verdes

GlobalData antecipa que 2023 vai ser o ano da revolução das embalagens verdes

A empresa de análise de dados GlobalData antecipa que 2023 vai ser o ano da revolução das embalagens verdes.

“Os materiais de origem renovável continuarão a ser os holofotes e serão um ponto de venda único para as marcas ultrapassarem a concorrência”, declara o project manager of Disruptive Tech da GlobalData, Shagun Sachdeva.

De acordo com o GlobalData’s 2022 Q3 Consumer Survey, os consumidores estão também cada vez mais alertas para esta questão. Cerca de 45% dos consumidores globais olham para a informação sobre a pegada de carbono e reciclagem das embalagens. Já 69% considera que ser biodegradável/compostável é um fator crucial na embalagem do produto.

De todas as regiões, a Ásia-Pacífico continua a ser a região que mais se preocupa com o fator de biodegradabilidade da embalagem dos produtos.

“Apesar de um forte impulso para soluções de embalagem sustentáveis, a utilização industrial de embalagens biodegradáveis ainda está na sua infância e levará tempo a aumentar. A eficácia, a durabilidade e o custo são os principais desafios atualmente”, aponta o senior analyst of Disruptive Tech da GlobalData, Rahul Kumar Singh.