Descarbonização

Aeroportos europeus pedem alterações a fundos de recuperação para investir em sustentabilidade

Aeroportos europeus pedem alterações a fundos de recuperação para investir em sustentabilidade

O ACI Europe, divisão europeia do Airports Council Internacional (ACI) enviou uma carta à Comissão Europeia, nomeadamente ao Diretor Geral da Concorrência, a pedir alterações aos Planos de Recuperação e Resiliência (PRR) europeus de forma aos aeroportos europeus beneficiarem dos montantes para financiar projetos de sustentabilidade e digitalização.

Em comunicado, a associação afirma que a legislação atual destes planos só permite investimento para os aeroportos se forem seguidas as diretrizes de 2014 criadas pela UE em matéria de auxílios estatais à aviação. Estas diretrizes proíbem ajudas de investimento a aeroportos de tamanho médio ou grandes e limitam as ajudas para aeroportos mais pequenos. O ACI Europe afirma que, face a isso, “a maioria dos aeroportos europeus não vai poder aceder aos financiamentos dos PRR”.

O ACI Europe, que representa mais de 500 aeroportos em 46 países europeus, na carta que enviou, afirma que estas restrições estão “em desacordo com os objetivos do Green Deal da UE e da própria agenda da Comissão para tornar os aeroportos mais ecológicos–como definido pelo Relatório Sustentável e Estratégia de Mobilidade Inteligente”.

De acordo com esta associação profissional de operadores de aeroportos europeus, a indústria está “totalmente alinhada” com os objetivos climáticas europeus, ao terem-se comprometido com emissões zero até, no máximo, 2050. Além disso, “quase 170 aeroportos na Europa estão a trabalhar para reduzir a pegada de carbono através do Airport Carbon Accreditation”, com 52 deles já neutros a carbono.

Para conseguir continuar esse processo, o ACI Europe afirma serem necessários “25 mil milhões de euros só para a descarbonização dos terminais dos 50 maiores aeroportos europeus”.

Impacto da pandemia

A associação revela que, “embora, em tempos normais, os aeroportos conseguissem financiar estes investimentos, a pandemia da covid-19 virou a situação ao contrário– especialmente tendo em conta o limitado apoio financeiro concedido até agora aos aeroportos pelos governos europeus”.

O diretor geral da ACI Europe, Olivier Jankovec, afirma que “não se pode dizer à indústria que a descarbonização é o caminho em frente se nós não conseguimos aceder ao financiamento dos PRR devido às regras de apoio estatal”.

“Os aeroportos estão em modo de sobrevivência”, afirma o responsável, que acrescenta que “significa que muitos aeroportos não vão conseguir fazer investimentos nos próximos anos”.

“O que estamos a enfrentar é uma crise de investimentos em aeroportos sem precedentes”, revela Olivier Jankovec.