Comunidade Portuária de Lisboa

Comunidade Portuária de Lisboa diz que greves impedem desenvolvimento do porto de Lisboa

Porto de Lisboa com resultado líquido recorde em 2011

A Comunidade Portuária de Lisboa considera “preocupante” que o porto de Lisboa “continue refém de greves e ameaças constantes de paralisação na mão-de-obra portuária.”

Aquela entidade diz ainda em comunicado que o historial de greves de Lisboa tem tido consequências que vão muito além dos prejuízos diretos causados à economia nacional.

“Esta constante degradação de imagem e este registo negativo que o porto de Lisboa apresenta têm vido a minar consistentemente a confiança dos armadores que, atualmente, se “arriscam” cada vez menos a ter os seus navios imobilizados nos portos ou com produtividades muito baixas”, continua o comunicado.

A Comunidade Portuária de Lisboa defende também que, em condições normais, o porto de Lisboa estaria a ter uma taxa de crescimento acima da média e a recuperar terreno perdido e que são as greves que impedem este desenvolvimento e “aumentam a imagem de um porto que não se encontra para lutar pelo seu futuro.”

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever