Reciclagem

Dissolver plástico com eletricidade? Academia progride no objetivo

Dissolver plástico com eletricidade? Academia progride no objetivo

Um grupo de químicos da Universidade do Colorado Boulder, nos Estados Unidos da América, desenvolveu um novo método para reciclar o plástico PET, através da eletricidade e de reações químicas.

No estudo, publicado na revista científica Chem Catalysis, descreve-se que a eletricidade foi aplicada a uma solução química que continha plástico PET triturado. A solução torna-se rosa à medida que o plástico começa a dissolver-se. A etapa final do processo é expor a solução ao oxigênio, que a torna amarela e, eventualmente, volta a ficar clara à medida que o plástico se decompõe completamente.

Nas experiências de laboratório em pequena escala, os cientistas misturaram pedaços do plástico PET com um tipo especial de molécula ([N-DMBI]+ salt) e, em seguida, aplicaram uma pequena tensão elétrica, utilizando assim o processo da eletrólise.

O autor principal do estudo Phuc Pham explica que, na presença de eletricidade, essa molécula forma um “mediador reativo” que pode doar o seu elétron extra para o PET, fazendo com que os grãos de plástico sejam desfeitos.  O método conseguiu decompor cerca de 40 miligramas de PET após várias horas.

O investigador aponta que o método ainda precisa de ser trabalhado de forma a ser uma ferramenta de reciclagem que consegue abordar realisticamente a problemática dos resíduos de plástico. A equipa ainda está a tentar perceber exatamente como estas reações ocorrem.

“Embora este seja um ótimo começo, acreditamos que muito trabalho precisa ser feito para otimizar o processo, bem como ampliá-lo para que possa eventualmente ser aplicado em escala industrial”, considera Phuc Pham.

 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever

Download SU

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever