Descarbonização

Descolou primeiro voo de carga neutro em CO2

A DB Schenker e a Lufhansa Cargo realizaram, recentemente, o primeiro voo de carga de aviação comercial operado 100% com combustível de aviação sustentável (SAF). Esta operação neutra em CO2 teve lugar entre Frankfurt e Xangai a bordo de um Boeing 777F e transportou mercadorias da Siemens Healthineers AG, entre outras. Empenhados no desenvolvimento do transporte aéreo sustentável, a DB Schenker e a Lufthansa Cargo acordaram, em novembro, trocar pontos de vista sobre questões ambientais a fim de promover soluções conjuntas, incluindo a utilização de combustíveis alternativos aos combustíveis fósseis para o transporte aéreo de carga.

O Ministro dos Transportes, Construção e Desenvolvimento Urbano do Governo Federal Alemão, Andreas Scheuer, congratulou as duas empresas por esta iniciativa, afirmando que, “apesar das atuais preocupações, as empresas continuam a olhar para o futuro e estão a implementar medidas importantes para tornar a aviação mais sustentável”.

Do lado da DB Schenker, o CEO, Jochen Thewes, explica que “o lançamento do programa de voo que planeámos para o verão de 2021 permitir-nos-á oferecer um transporte aéreo sem gases com efeito de estufa como um produto regular, concluindo ainda estar “convencido de que existe uma grande procura para este tipo de transporte amigo do ambiente”.

Peter Gerber, CEO da Lufthansa Cargo, destacou, por sua vez, que, “além de investir numa frota de carga moderna, a Lufthansa Cargo leva muito a sério a sua responsabilidade empresarial e está a implementar medidas ativas para proteger o ambiente”.

O que é o SAF?
O SAF é essencialmente querosene sintético sustentável. É atualmente produzido a partir de biomassa, tal como óleos vegetais e de cozinha sustentáveis ou recicláveis e espera-se que no futuro também estejam disponíveis combustíveis renováveis não vegetais. O processo de produção mais conhecido é o chamado processo Power-to-Liquid (PtL), baseado em eletricidade renovável, água e CO2.

Ao utilizar SAF, evitam-se por completo as emissões fósseis de CO2 de um voo operado com querosene convencional. Durante a combustão no motor, apenas é libertado CO2 previamente removido da atmosfera, por exemplo, do crescimento das plantas. A SAF é a primeira alternativa real ao combustível fóssil da aviação e a chave para um tráfego aéreo amigo do clima e livre de dióxido de carbono.

Além disso, a DB Schenker e a Lufthansa Cargo estão também a implementar um projeto de reflorestação para compensar as emissões de CO2 e outros gases com efeito de estufa resultantes da produção de biomassa, processamento e transporte de SAF. Isto assegura que os voos são completamente neutros, em termos gerais, de gases com efeito de estufa.

O SAF utilizado pode ser adicionado ao querosene convencional como combustível de uso imediato, tornando-o prático e adequado para uso diário sem necessidade de ajustes na aeronave ou na cadeia de abastecimento.

Esta ação da DB Schenker e da Luftansa Cargo é o primeiro passo de um esforço conjunto acordado entre as duas empresas em novembro passado para evitar a utilização de combustíveis fósseis na aviação. A partir do próximo verão, oferecerão regularmente um transporte aéreo neutro em termos de emissões.

A DB Schenker e a Lufthansa Cargo apelam, assim, aos expedidores, fornecedores de logística, transportadoras aéreas de carga e autoridades políticas para trabalharem em conjunto para expandir a produção e infraestruturas necessárias, com o objetivo de melhorar a disponibilidade de combustível de aviação sustentável.