Transportes

Continental reforça proteção de produtos contra ataques de hackers

Continental reforça proteção de produtos contra ataques de hackers

Com a digitalização, conectividade e condução automatizada, os carros estão, cada vez mais, a tornar-se parte da Internet da Coisas, o que significa que estão a tornar-se potenciais alvos de ataques informáticos. Assim, a Continental anunciou que irá reforçar a proteção dos seus produtos e componentes.

“O objetivo é proteger os veículos contra os ataques de piratas informáticos. Neste aspeto têm particular importância, por exemplo, os componentes mais críticos em termos de segurança, como o sistema de travagem. Afinal, para atingir a meta de uma condução sem acidentes (Visão Zero) os carros e as infraestruturas têm de ser capazes de comunicar entre si através, por exemplo, da conectividade digital. Contudo, estão também a abrir potencialmente a porta aos hackers, o que significa que os sistemas digitais não só têm de ser funcionalmente fiáveis, mas também resistentes a ataques externos. Assim, a empresa tecnológica Continental usa tecnologia de cibersegurança para garantir ampla proteção contra eventuais ataques de piratas informáticos em ambos: nos componentes do veículo essenciais para a segurança e nas unidades de produção”, sublinha a empresa.

A Continental revela ainda que introduziu um sistema de gestão de resposta a incidentes que “constitui uma camada de segurança adicional que responde imediatamente se existir mesmo um ataque”. Este sistema foi desenvolvido pela startup israelita Argus Cyber Security, adquirida pela Continental, e “garantirá que milhões de carros podem receber instantaneamente a mais recente atualização de segurança sem que tenham de visitar a oficina, o que constitui um requisito importante para a ‘Visão Zero’ – um futuro sem acidentes, mortos ou feridos nas estradas”, conclui a companhia.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever