DB Schenker certifica-se para fazer face a exigência de segurança

Para garantir que as expedições com origem nos EUA não sofrem atrasos ou ficam retidas nos aeroportos, a DB Schenker USA certificou as suas instalações.

Uma mudança na lei americana passou a exigir o controlo de segurança a 100%, da carga expedida e recebida nos aeroportos americanos em aviões de passageiros, a partir do 1 de Agosto de 2010.

 

 

 

Para garantir que as expedições com origem nos EUA não sofrem atrasos ou ficam retidas nos aeroportos, a DB Schenker USA certificou as suas instalações em Atlanta, Boston, Chicago, Dallas, Los Angeles, Miami, Newark, e New York, como CCSF (Certified Cargo Screening Facilities).

 

 

 

De acordo com a empresa, esta «certificação exige variados e permanentes investimentos em equipamento e formação de pessoal, para além dos custos diários acrescidos com estas tarefas». Daí que a partir de 23 de Agosto, a DB Schenker tenha passado a «cobrar uma taxa de nove cêntimos americanos por quilo ?taxável?, com um mínimo de cinco e um máximo de cento e cinquenta dólares americanos por expedição».

 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever