Indicador de Logística I.Log atinge 131 pontos

Especial Gestão de Armazéns: Peça chave numa operação fluída

O indicador de actividade logística criado pela Associação Portuguesa de Logística (APLOG) e pela consultora Accenture,inverteu a descida verificada no trimestre anterior, voltando a subir. O indicador de clima do sector atingiu o valor mais alto desde a implementação do I.Log, situando-se actualmente nos 131 pontos.

Esta subida do indicador deve-se, segundo a APLOG, “ao aumento quer do indicador de situação actual, que passou dos 111 para os 126 pontos, quer do indicador de expectativas que subiu dos 131 para os 137 pontos.”

 “O número de empresas participante é um elemento crítico para manter a relevância e fiabilidade do I.Log e melhorou no final de 2013. No quarto trimestre de 2013, o I.Log retomou a tendência de subida que tinha sido interrompida no terceiro trimestre, com o indicador de clima a atingir o valor mais alto desde o início da sua implementação. No que diz respeito às empresas prestadoras de serviços logísticos, a tendência voltou a ser de subida, com o indicador de clima praticamente recuperado da queda que se tinha verificado no trimestre anterior, situando-se agora nos 129 pontos. Estas empresas referem ter verificado uma melhoria na sua tendência de negócio, bem como um aumento de novos serviços internos e transfronteiriços, ao contrário da situação global de vendas, que caiu ligeiramente face ao trimestre anterior. Para a consolidação do I.Log como indicador de clima sectorial é fundamental alargar a participação a empresas de outros segmentos da indústria Portuguesa”, refere Rui Rufino, responsável pela área de Supply Chain & Operations da Accenture Strategy em Portugal.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever