Mobilidade

Portugueses entre os europeus que menos utilizam os transportes públicos

Transdev e Arriva pedem medidas para assegurar continuidade de transporte publico de passageiros

Os portugueses estão entre os cidadãos europeus que mais utilizam o automóvel e que menos recorrem à bicicleta e aos transportes públicos. Os dados foram avançados pela Prevenção Rodoviária Portuguesa para marcar a Semana Europeia da Mobilidade e o Dia Europeu Sem Carros.

O projeto ESRA – European Survey of Road users’ safety Attitudes, responsável pela divulgação destes dados, é uma iniciativa conjunta de instituições de segurança rodoviária e centros de investigação de 17 países europeus e reúne opiniões, atitudes e comportamentos dos utentes nas estradas.

“Segundo os resultados do ESRA, o automóvel é o meio de transporte mais utilizado pelos portugueses, como condutores e como passageiros, sendo o principal meio de transporte de 70,4% dos inquiridos. Este valor é superior à média europeia, que se situa nos 61,5% e coloca os portugueses como um dos países com mais utilização deste tipo de veículo, entre os países inquiridos”, indica a Prevenção Rodoviária Portuguesa.

No que diz respeito aos transportes públicos, os dados indicam que apenas 8,7% dos portugueses mencionam este meio como a sua principal forma de transporte e cerca de 30% como um dos três que mais utiliza, em contraste com a média europeia de 9,8% e 38%, respetivamente.

Já a bicicleta destaca-se como o meio de transporte menos utilizado pelos cidadãos nacionais, com apenas 0,2% a referi-la como o seu principal meio de transporte e 7,6% como um dos três meios de transporte que mais utiliza, em contraste com a média europeia de 4,8% e 24,9%, respetivamente.

Para José Miguel Trigoso, presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP), estes dados “confirmam a tendência expectável. Os portugueses continuam a preferem mais o automóvel do que a média dos países europeus, e são resistentes a meios de transporte mais sustentáveis para o ambiente, como os transportes públicos e a bicicleta. Disponibilizar mais, melhores e mais baratos transportes públicos e promover a utilização da bicicleta de forma racional e segura como meio de transporte alternativo é imperioso”.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever