Consumo ético

CTT financiam projetos de sustentabilidade escolhidos pelos portugueses

Os CTT vão financiar os dois projetos ambientais – um nacional e outro internacional – que serão escolhidos pelos portugueses. A concurso estão quatro projetos: a conservação de turfeiras, a conservação dos bosques, a utilização de biomassa renovável no Brasil e o projeto de reflorestação, também no Brasil.

Em comunicado, Miguel Salema Garção, diretor de marca e comunicação dos CTT, revela que “esta iniciativa (…) reafirma o alinhamento dos CTT com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável 12 e 13 da ONU e que os CTT subscrevem, permitindo aos nossos stakeholders participar ativamente no processo de decisão”.

O primeiro dos projetos, “conservação de turfeiras”, promove a restauração e o incremento da ocupação de habitats de turfeiras no território português, dominados por musgos e algumas plantas vasculares, em solos afetados pelas alterações climáticas.

A “conservação dos bosques” é o segundo projeto e visa criar e cuidar de bosques de espécies autóctones, árvores e arbustos originais da flora portuguesa. Através da colaboração com várias entidades e voluntários, são colhidas sementes para produzir plantas, plantam-se árvores e arbustos, cuidam-se de bosques e recupera-se a floresta portuguesa.

Os CTT propõem também dois projetos internacionais, ambos no Brasil. O primeiro deles chama-se “utilização de biomassa renovável”, um projeto que promove utilização de biomassa renovável para a produção de tijolos e lajes, numa fábrica de cerâmica situada no estado de Pernambuco, para serem vendidos no mercado regional.

O segundo é um “projeto de reflorestação” que chama à atenção para a desflorestação não planeada e ilegal da floresta nativa, promovendo a gestão florestal sustentável.

Para votar num destes projetos, terá de aceder ao site dos CTT, até ao próximo dia 26 de outubro.