Descarbonização

Altri aposta em biofábrica de fibras sustentáveis na Galiza

A Altri, grupo europeu de produção sustentável de pasta celulósicas, anunciou que vai apostar na construção de uma biounidade industrial de raiz na Galiza (Espanha) dedicada às fibras sustentáveis. Em comunicado, a empresa revela que, para tal, assinou um Memorando de Entendimento (MdE) com a Sociedade para o Desenvolvimento de Proxectos Estratéxicos de Galicia, S.L. (“Impulsa”).

A biounidade industrial tem uma capacidade prevista anual de cerca de 200 mil toneladas de pasta solúvel e fibras sustentáveis, tendo em vista, principalmente, o fornecimento do setor têxtil. O projeto enquadra-se no programa “Next Generation EU” e no Plano Nacional de Recuperação e Resiliência Espanhol. Prevê-se ainda o desenvolvimento de um plano técnico, operativo e comercial, no contexto do Proyecto de Gestión Sostenible de los Bosques Gallegos.

A unidade deverá fornecer o cluster têxtil do Noroeste peninsular, “contribuindo para o reforço da economia circular e descarbonização de um importante setor económico como é o do setor têxtil”, explica a empresa.

A celebração do acordo definitivo deverá acontecer no segundo semestre de 2022, após verificação satisfatória de um conjunto de condições precedentes.

Recorde-se que, atualmente, a Altri detém três biofábricas de pasta em Portugal, com uma capacidade instalada que, em 2020, superou 1,1 milhões de toneladas/ano de pastas de eucalipto.