Economia Circular

Grande parte dos portugueses têm uma perceção positiva da economia circular

Grande parte dos portugueses têm uma perceção positiva da economia circular

Os portugueses são os mais recetivos (94%) à economia circular entre 17 países analisados pelo Barómetro Europeu do Consumo Observador Cetelem 2022. A média europeia é de oito em cada dez europeus.

Já quase sete em cada dez europeus inquiridos dizem que já ouviram falar da economia circular, sendo que um terço diz saber exatamente do que se trata. Os italianos (36%) são os mais capazes de definir com precisão o conceito de economia circular, seguidos pelos alemães (29%), os espanhóis e franceses (28% em ambos). Em Portugal, cerca de 22% conseguiu definir com precisão.

A perceção positiva da economia circular reflete-se na ideia de 85% dos europeus de que contribui para a preservação do ambiente e dos recursos naturais.Os portugueses e italianos são os mais propensos a expressar esta opinião (92%).

A segunda qualidade associada à economia circular é potenciar o desenvolvimento de produtos e processos inovadores, destacada por 82% dos europeus, com os italianos e portugueses novamente mais entusiastas do que os restantes.

Metodologia:

O inquérito quantitativo aos consumidores foi conduzido pela Harris Interactive entre 5 e 19 de novembro de 2021, em 17 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Dinamarca, Espanha, França, Hungria, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Reino Unido, Eslováquia e Suécia. Foram realizados inquéritos online num total de 15 800 indivíduos (através do método CAWI).