imobiliário

Procura por imobiliário logístico vai manter-se elevada nos próximos três anos

Centros logísticos vão atrair investimento estrangeiro nos próximos anos

O inquérito de ocupação de imobiliário industrial e logístico da JLL, conduzido em parceria com a CoreNet Global, revela que a procura por este tipo de imobiliário se vai manter elevada nos próximos três anos.

De acordo com este estudo, o comércio eletrónico e multicanal continuará a ser o principal impulsionador do crescimento neste segmento, seguido pelos mercados emergentes e pela implementação de novas tecnologias. “Nos próximos anos, as empresas irão cada vez mais procurar cortar custos de transporte através de estratégias de localização, incluindo, por exemplo, deslocarem-se para mais perto da sua base de clientes”, refere o estudo.

Cerca de dois terços dos inquiridos esperam expandir o seu espaço logístico nos próximos três anos.  “A procura de espaços será principalmente liderada pelo realinhamento das redes para servir os novos padrões de consumo, em particular uma combinação perfeita entre o online e o offline e aumentar a rapidez de entrega. Os ocupantes necessitarão de instalações de maior dimensão, incluindo mega-naves de mais de 100 000 metros quadrados para dar resposta a esta procura”, refere Alexandra Tornow, Head de Research de Logística & Industrial da JLL na região EMEA.

De acordo com o inquérito, a Rússia e a Turquia serão os mercados emergentes a oferecer as oportunidades de crescimento mais significativas. Alexandra Tornow refere que “existem expetativas de crescimento a longo-prazo na Rússia e na Turquia. Contudo, estes mercados continuam a apresentar às empresas um leque de riscos e desafios imobiliários, tais como os elevados preços dos terrenos e a demora nos processos de licenciamento. Além disso, os acontecimentos recentes deverão travar a atividade empresarial, pelo menos no curto-prazo”.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever