Descarbonização

Transição climática vai levar ao aumento da procura por alumínio, cobre e zinco

A Bridgestone anunciou que todas as suas fábricas europeias de pneus contam agora com o fornecimento de eletricidade 100% renovável.

O novo relatório da consultora Wood Mackenzie revelou que as novas políticas ambientais de governos, por todo o mundo, vão levar a uma maior procura por três metais: o alumínio, o cobre e o zinco, avança o Executive Digest.

Segundo a Wood Mackenzie, “se até o final do século, as temperaturas subirem entre 2,8 a 3 graus Celsius, a procura por alumínio, um elemento fundamental para a construção de países solares, vai chegar aos 4,6 milhões de toneladas em 2040, uma subida considerável, tendo em conta os 2,4 milhões de toneladas, transacionadas em 2020”.

No entanto, caso a temperatura global mantenha-se entre 1,5 e 2 graus Celsius, a procura vai bater entre os 8,5 milhões e os 10 milhões de toneladas anuais, até 2040. O relatório prevê ainda que até este ano, 12,6% da procura por este metal partirá do setor da produção e distribuição de energia solar.

Quanto à procura pelo cobre − material amplamente utilizado nos cabos de transmissão de alta e baixa tensão e coletores solares térmicos − passará das 400 mil toneladas transacionadas em 2020, para as 700.000, por ano, até 2040.

Caso a temperatura se mantenha pelos dois graus Celsius, o relatório aponta para as 1,3 milhões de tonelada. Caso seja só um aumento de 1,5 a 1,6 graus Celsius, a procura atingirá as 1,6 milhões de toneladas, por ano.

Por fim, o zinco, elemento importante na construção de painéis solares, deverá ter uma procura de 800 mil toneladas, por ano, até 2040, caso as temperaturas estiverem a caminho de subir para os 3 graus Celsius

Caso o aumento seja só de 2 graus Celsius, o consumo de zinco aumentará para os 1,7 milhões de toneladas, por ano, até 2040.

No entanto, se a temperatura crescer, no máximo, 1,5 graus Celsius, o consumo de zinco no setor solar aumentará para 2,1 milhões de toneladas, por ano, até à mesma data.