Energias Renováveis

Voltalia constrói cluster solar em Portugal com 50,6 megawatts

Voltalia constrói cluster solar em Portugal com 50,6 megawatts

A Voltalia está a construir cinco projetos de energia solar, inseridos no seu novo cluster português de pequenas centrais solares – Garrido.

Segundo explicado em comunicado, o complexo de Garrido inclui os seguintes locais: Alcochete, com capacidade de 23,8 megawatts; Pinhal Novo, com capacidade de 11,8 megawatts; Antuzede, com capacidade de 11,4 megawatts; Vale Serrão, com capacidade de 2,4 megawatts; e Oliveira de Frades, com capacidade de 1,2 megawatt.

A eletricidade será vendida através de contratos de venda de longo prazo (PPA corporativos) com empresas que darão uso a esta energia, evitando a emissão de mais de 46 685 toneladas de CO2, a cada ano.

“Numa conjuntura europeia de múltiplas oscilações nos preços da energia, o lançamento de um novo projeto de construção em Portugal consolida a produção das renováveis e a competitividade da energia. Portugal está constantemente a melhorar a quota de energia renovável no consumo, registando mais de 65% da eletricidade consumida no país proveniente de energia renovável”, afirma o country manager da Voltalia em Portugal, João Amaral.

A Voltalia tem agora 71 megawatts de capacidade em operação ou em construção em Portugal, incluindo a sua subsidiária Helexia. A empresa está também a desenvolver um projeto solar flutuante de 33 megawatts localizado perto da barragem do Cabril, na Sertã, que foi atribuído em abril de 2022.