Desplastificação

Tratado global sobre poluição do plástico vai mesmo avançar

A discussão sobre a poluição do plástico que juntou representantes de 173 países em Nairobi, no Quénia, já está a dar frutos. Os países concordaram em desenvolver um tratado global, legalmente vinculativo, sobre os plásticos, que deverá cobrir “todo o ciclo de vida” deles – desde a produção à eliminação, noticia o The Guardian.

O acordo foi considerado pela presidente do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP, na sigla em inglês), Inger Andersen, como o mais importante acordo ambiental multilateral desde o Acordo de Paris.

“Paralelamente às negociações sobre um acordo internacional vinculativo, a UNEP trabalhará com qualquer governo e empresas dispostos em toda a cadeia de valor para se afastar dos plásticos de uso único, bem como para mobilizar o financiamento privado e eliminar barreiras aos investimentos na investigação e numa nova economia circular”, disse Inger Andersen.

Até ao momento, os países já concordaram que o tratado deveria abranger a produção e o design do plástico, assim como já foi criado o comité que vai redigir e ratificar o acordo até 2024.

A resolução introduz disposições para reconhecer o papel dos trabalhadores de recolha de resíduos, um “desenvolvimento inovador” que afetaria milhões de pessoas, segundo as ONG, e o reconhecimento do papel dos povos indígenas.  É a primeira vez que os trabalhadores de recolha de resíduos são reconhecidos numa resolução ambiental.