Mobilidade

Carregamentos de carros elétricos passam a ser pagos até 2019

L-Charge lança unidade móvel de carregamento de veículos elétricos em Madrid

Os carregamentos públicos de veículos elétricos passarão a ser pagos até 2019. A notícia foi avançada pelo secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, que em declarações ao jornal Expresso revelou que a intenção do Governo é começar a cobrar até ao fim da atual legislatura.

Para já sabe-se que o carregamento rápido, cuja eletricidade é suportada pelos operadores e não pelo Estado, passa a ser pago no verão. Atualmente, existem 1200 pontos de carregamento em todo o país, 56 dos quais de carregamento rápido. O objetivo é chegar aos 1600 pontos de carregamento até ao final do ano, diz ainda o secretário de Estado ao jornal.

O governante revelou ainda ao semanário que a política de incentivos para a mobilidade elétrica no país deverá continuar. Só em 2017, o Estado gastou 57 milhões de euros na mobilidade elétrica, investimento que se deverá manter nos próximos anos ou até aumentar.

“Não vamos afrouxar esse investimento: nos próximos anos, o investimento anual continuará a ficar entre 50 milhões de euros e 100 milhões de euros. Não acredito que algum Governo possa subtrair incentivos nesta fase”, sublinhou.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever