Energias renováveis

Iberdrola e Bayer fecham contrato de fornecimento de energia elétrica 100% renovável 

PRESIDENTE IGNACIO GALAN EN LA SEDE DE IBERDROLA EN BILBAO scaled

A Iberdrola e a Bayer em Espanha assinaram o primeiro contrato de longo prazo para a compra de energia elétrica gerada por fontes limpas (PPA, Power Purchase Agreement), com vista à transição para uma economia verde.

A empresa de gás natural e energia elétrica vai fornecer eletricidade 100% renovável para cobrir a totalidade da compra de eletricidade dos nove centros da Bayer em Espanha, incluindo três fábricas, cinco centros de Investigação & Desenvolvimento (I&D) e a sede da empresa para a Península Ibérica.

Em comunicado enviado às redações, a Iberdrola refere que “esta iniciativa vigorará em 100% destes centros a partir de 2022 e durante dez anos, com energia gerada pela central fotovoltaica Francisco Pizarro – a maior central fotovoltaica atualmente projetada na Europa –, que a Iberdrola construirá na Estremadura, já com aprovação de impacto ambiental (DIA). Até esse momento, o acordo contempla um ‘contrato-ponte’ com o qual a Bayer passa a realizar o consumo total de eletricidade sem emissões, com garantia de origem renovável (GDOs)”.

Esta aliança reforça a estratégia de energias renováveis ​​da Iberdrola, que inclui “a celebração de contratos bilaterais que promovam o fornecimento de energia a preços competitivos e estáveis ​​a grandes clientes empenhados no consumo sustentável”, pode ler-se no mesmo comunicado.

“Através dos PPAs abrem-se muitas oportunidades para o desenvolvimento de projetos renováveis ​​que estão a transformar o presente e o futuro da energia no nosso país, contribuindo para a transição para uma economia verde”, começa por afirmar Eduardo Insunza, diretor global de grandes clientes da Iberdrola. “Esses contratos de compra e venda de energia alongo prazo proporcionam estabilidade aos investimentos da empresa e tornam-se também uma ferramenta ideal para a gestão do fornecimento de energia elétrica de grandes consumidores empenhados no consumo limpo e sustentável. Os PPAs demonstram a competitividade das energias renováveis ​​e a sua capacidade de fornecer energia a preços acessíveis e estáveis ​​a longo prazo”, explica o responsável.

Por sua vez, a Bayer, que no final do ano passado anunciou o compromisso de alcançar uma pegada de emissões neutra em todo o mundo até 2030, está a avançar localmente com este acordo, que representa “um grande passo na sua contribuição para a neutralidade climática”, de acordo com comunicado divulgado. Adicionalmente, a farmacêutica está a analisar e a adaptar as suas instalações para dispor de espaços mais eficientes e que favoreçam uma melhor utilização e aproveitamento dos recursos.

De acordo com Laura Dieguez, “medidas como esta ajudam-nos a avançar o compromisso da Bayer com a sustentabilidade, através de medidas concretas que possibilitam a mitigação do nosso impacto ambiental”. Para diretora de comunicação, relações públicas corporativas e sustentabilidade, a colaboração com especialistas como a Iberdrola “torna este compromisso efetivo quase de imediato, ao mesmo tempo que contribui para o desenvolvimento das infraestruturas necessárias no país para edificar um futuro mais verde e amigo do ambiente”, conclui.

A energia 100% renovável que a Iberdrola fornecerá às instalações da Bayer em Espanha virá do projeto Francisco Pizarro, a maior central fotovoltaica projetada atualmente na Europa, situado na Estremadura, entre os municípios de Torrecillas de Tiesa e Aldeacentenera, em Cáceres, com uma capacidade instalada de 590 MW.

De acordo com a empresa, quando a central estiver em operação, em 2022m vai evitar “a emissão para a atmosfera de 245 000 toneladas de CO2 por ano, reforçando a competitividade dessa tecnologia para a proteção do meio ambiente e redução do aquecimento global”.

Para além do contributo ambiental, o novo investimento neste projeto fotovoltaico, que ascenderá a cerca de 300 milhões de euros, deverá contribuir para reativar a cadeia de valor e o emprego na comunidade, com o envolvimento de mais de mil profissionais.