Mobilidade

Portugueses acreditam que novos veículos serão elétricos ou com emissões zero em 2030

veículos elétricos

Portugal é o país do Relatório Anual Mobility Insights mais positivo quanto aos veículos elétricos ou com emissão zero. 77% dos portugueses acredita que, em 2030, a maioria dos novos veículos serão deste tipo.

A edição ‘VEs & Sustentabilidade’ do seu Relatório Anual Mobility Insights foi feito em conjunto pela LeasePlan, empresa de aluguer de carros, e pela Ipsos, uma das principais empresas internacionais de pesquisa. Em comunicado, as empresas revelam que a edição deste ano “mostra um apoio recorde para os veículos elétricos (VEs), com mais inquiridos do que nunca a considerar fazer a mudança para veículos elétricos”.

O relatório, que contou com a participação de mais de 5.000 condutores, em 22 países, entre eles Portugal, conclui que dois em cada três condutores têm uma atitude (muito) positiva em relação aos veículos elétricos.

Resultado português sobre veículos elétricos (VEs)

Quanto à atitude em relação aos carros elétricos:

  • 87% – muito positiva
  • 9% – neutra
  • 4% – muito negativa

Quanto ao interesse:

  • 49% responderam que provavelmente/quase de certeza o próximo carro será elétrico
  • 31% talvez mude para um elétrico
  • 20% referiram que provavelmente/quase de certeza não vão mudar para um elétrico

Principais razões de escolha:

  • Redução nas emissões de CO2 (59%)
  • Custos de manutenção mais baixos (57%)
  • Subsídios governamentais/benefícios fiscais (41%)

Principais impedimentos:

  • Preço de aquisição 64%)
  • Autonomia limitada (55%)
  • Insuficiente estrutura de carregamento (38%)

Em termos globais, o relatório concluiu que, apesar do crescente interesse em VEs, os inquiridos estão cada vez mais preocupados com a falta de infraestruturas de carregamento, referindo, por exemplo, a falta de postos de carregamento como um dos maiores bloqueios que os impede de fazer a mudança.

As principais conclusões da edição VEs & Sustentabilidade do Mobility Insights são:

  • 65% dos inquiridos indicam que veem favoravelmente a condução elétrica com emissões zero;
  • Quase metade (44%) de todos os inquiridos afirmaram que a sua opinião sobre a condução elétrica melhorou favoravelmente nos últimos três anos;
  • A grande maioria (61%) dos inquiridos que pretendem adquirir um carro novo nos próximos cinco anos diz que irá considerar um veículo elétrico;
  • 46% dos inquiridos dizem que VEs contribuem para combater as alterações climáticas através da redução das emissões de CO2;
  • 47% concorda que os VEs têm um custo de funcionamento global mais baixo;
  • 51% dos que planeiam comprar um carro nos próximos 5 anos citaram a insuficiência de infraestruturas de carregamento como impedimento;
  • O bloqueio da estrada impediu outros 34% de afirmar que se queriam tornar elétricos;