Energias Renováveis

Estudo: Inglaterra pode produzir 13 vezes mais energia renovável, usando menos de 3% de terra

Estudo: Inglaterra pode produzir 13 vezes mais energia renovável, usando menos de 3% de terra iStock

A Inglaterra poderia produzir 13 vezes mais energia renovável do que produz atualmente, usando menos de 3% de terrenos. É a principal conclusão de um estudo da Friends of the Earth (FoE) realizado pela Universidade de Exeter.

De acordo com a investigação, projetos eólicos e solares com instalação em terra poderiam fornecer eletricidade suficiente para alimentar todas as casas em Inglaterra duas vezes e meia.

Atualmente, cerca de 17 Terawatts-hora (TWh) de eletricidade por ano na Inglaterra são provenientes de fontes renováveis com instalação em terra. No entanto, a investigação estima existir potencial para que 130 TWh provenham de painéis solares e 96 TWh de energia eólica.

Segundo o estudo, estes valores foram calculados tendo em conta apenas os locais mais adequados para a instalação de painéis solares e eólicos em terra, excluindo painéis solares no telhado, parques nacionais, zonas preservadas relativamente a natureza, terrenos agrícolas de maior produção e lugares definidos como património.

Os opositores da expansão da instalação de painéis solares e eólicos em terra alegaram, no passado, que viria a reduzir a capacidade do Reino Unido em cultivar os seus próprios alimentos. No entanto, o estudo afirma existirem ainda muitos terrenos disponíveis para este tipo de instalação sem prejudicar a produção agrícola, avançando existirem mais terrenos ocupados por campos de golfe do que por instalações solares.

De acordo com o The Guardian, as instalações eólicas em terrenos foram proibidas em 2015 pelo então primeiro-ministro, David Cameron. No ano passado, o atual primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak afirmou avançar para a suspensão da proibição através de pequenas alterações nos regulamentos, no entanto, os opositores afirma terem sido ineficazes e alegam ser necessário um “verdadeiro planeamento”.

A Friends of the Earth produziu um mapa que demonstra os potenciais locais para produção de energia eólica e solar em terra. De acordo com este mapa, North Yorkshire, Lincolnshire e East Riding of Yorkshire demonstram serem os locais com mais potencial para instalação de painéis solares e eólicos. Os locais totalizam cerca de 374.900 hectares, ou seja, cerca de 2,9% de terras disponíveis para este efeito em território inglês.

Para Toony Bosworth, ativista climático da Friends of the Earth, “libertar o imenso potencial do Reino Unido para gerar energia renovável barata e limpa é essencial para reduzir as nossas contas de energia e cumprir a meta internacional do Reino Unido de reduzir as emissões de carbono em dois terços até 2030, mas o histórico do atual governo em aumentar a nossa segurança energética através de energias renováveis é lamentavelmente inadequado e deixou o Reino Unido muito atrasado na corrida mundial para uma economia de carbono zero”.

Segundo a investigação, a Inglaterra tem espaço para se tornar “uma superpotência de energia verde”, no entanto, adianta também que o país “precisa, portanto, de muito mais eletricidade renovável”.

“Precisamos urgentemente que os nossos líderes políticos tirem as suas cabeças da areia e produzam um novo plano climático forte, ambicioso e justo, que levante as barreiras à instalação de energia eólica e solar em terra e garanta o investimento nas infraestruturas necessárias para apoiar a mudança para as energias renováveis”, conclui o ativista climático.

 

 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever