Descarbonização

Só 11% das empresas portuguesas têm planos para cumprir os objetivos 2030

A maioria das empresas portuguesas (93%) já inclui compromissos de sustentabilidade na sua missão. No entanto, apenas 11% têm planos para cumprir os objetivos 2030 e já traçam metas para 2050. A conclusão é do estudo do BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável sobre o grau de maturidade em sustentabilidade das empresas em Portugal.

O estudo revela ainda que as empresas já definiram responsáveis operacionais pela área (73%). Adicionalmente, 48% das empresas já tem um administrador responsável pela sustentabilidade.

Das empresas inquiridas, 55% já desenvolve, aprova e monitoriza uma estratégia de sustentabilidade, 54% já produz um relatório de sustentabilidade e 55% já capacita os seus colaboradores para a sustentabilidade.

“O estudo permitiu identificar oportunidades de melhoria na jornada de sustentabilidade das empresas, desde logo ao nível do planeamento estratégico e da informação de base considerada, assim como ao nível da implementação, integrando o longo prazo e a cadeia de valor nesta jornada de transformação do setor empresarial português”, explica o secretário-geral do BCSD Portugal, João Wengorovius Meneses.

Só 11% empresas portuguesas têm planos para cumprir os objetivos 2030

Os 5C: Conhecer, Construir, Comunicar, Consolidar e Coliderar

A Jornada 2030, base do estudo desenvolvido pelo BCSD Portugal, desenvolve-se ao longo de cinco etapas (5C: Conhecer, Construir, Comunicar, Consolidar e Coliderar) incluindo um estágio prévio (Despertar).

21% das empresas inquiridas ainda no estágio de “Despertar” – no qual começam a compreender a necessidade e as oportunidades da sustentabilidade como estratégia corporativa. Mais de metade (68%) das empresas posiciona-se nas etapas iniciais – Conhecer e Construir. Etapas em que as empresas reconhecem a necessidade e as oportunidades da sustentabilidade e começam a diagnosticar e a estabelecer prioridades estratégicas, objetivos e metas e a definir planos de ação.

Das empresas que responderam ao inquérito, apenas 11% já construiu uma base sólida para se posicionar nos patamares de maior maturidade – Comunicar, Consolidar e Coliderar. Nestas etapas, as empresas comunicam e envolvem os seus stakeholders nas matérias ESG, reavaliam a sua trajetória, reforçando medidas para garantir o alcançar dos objetivos para 2030 e começam a definir as metas para 2050.

Nas etapas iniciais da jornada de sustentabilidade encontram-se maioritariamente microempresas e PMEs e as empresas posicionadas em etapas mais maduras da jornada de sustentabilidade são grandes empresas.

O estudo teve por base um inquérito realizado a 67 empresas portuguesas, das quais 30 grandes empresas, 31 PMEs e seis microempresas.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever

Download SU

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever