Descarbonização

Nestlé Professional instala guarda-sóis que ‘limpam’ o ar

A Nestlé Professional, através da marca Buondi, está a instalar guarda-sóis que pretendem neutralizar os gases libertados pelos automóveis.

A Nestlé Professional, através da marca Buondi, está a apostar na renovação das suas esplanadas através da instalação de guarda-sóis que pretendem neutralizar os gases libertados pelos veículos automóveis e outras substâncias nocivas, tornando o ar mais limpo.

Em comunicado, a empresa revela que a inovação é fruto da parceria com a Ezpeleta, que – com recurso à nanotecnologia – desenvolveu um tecido impregnado de água e dióxido de titânio – que ao receber os raios solares ativa uma espécie de fotossíntese e limpa o ar de substâncias nocivas. Segundo a Nestlé Profissional, a ativação “é eficaz mesmo em dias nublados”.

Nos últimos meses a sua aplicação tem sido estendida às restantes marcas de café da Nestlé Professional: Sical, Christina e Tofa, pelo que foram já colocadas cerca de 3.500 unidades em esplanadas de norte a sul do país. Esta quantidade corresponde a cerca de 30% da totalidade de guarda-sóis colocada anualmente nos pontos de venda.

“Cada um destes guarda-sóis, fabricados em Portugal, absorverá a mesma quantidade de gases contaminantes que é produzida por um carro a diesel que percorra anualmente 20.000kms”, refere a empresa. O projeto foi distinguido no ano passado com o primeiro lugar no Prémio de Sustentabilidade Nestlé para Fornecedores.

“Criar alianças com os nossos fornecedores estratégicos e clientes é, para nós, um pilar fundamental e por isso dedicamos os nossos esforços à inovação. Com ações como esta, queremos estar cada dia mais próximos do nosso objetivo de nos tornarmos uma referência ativa em sustentabilidade para o grande setor profissional HORECA” afirmou o Marketing Manager da Nestlé Professional, João Graça.

A Nestlé Profissional revela ainda que as cadeiras das marcas Nestlé são agora feitas a partir de mais de 40 toneladas de plástico reciclado e as mesas, mais especificamente os tampos, a partir de cerca de 25 toneladas de plástico reciclado. Com esta mudança, a empresa deixou de comprar mais de 45,5 toneladas de material não reciclável.

Também nos canais de retalho, os materiais de marca Buondi e Sical já são 100% produzidos com material reciclável e 90% com materiais com certificação FSC (Forest Stewardship Council), entidade de certificação florestal de âmbito internacional.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever