Smart Cities

Bairro em Guimarães vai ser alimentado por “energia verde”

Bairro em Guimarães vai ser alimentado por “energia verde” Direitos Reservados

O Bairro C, situado em Guimarães, vai passar a ser alimentado apenas com “energia verde”, um projeto-piloto que visa a descarbonização da cidade.

A medida, apresentada na conferência de abertura da “Green Week Guimarães”, no passado dia 31 de maio, prevê a instalação de painéis solares nos edifícios públicos num raio de dois quilómetros, bem como a criação de um grande “cinturão verde” na área circundante, com 20 quilómetros de extensão.

No âmbito deste anúncio, Joaquim Carvalho, diretor municipal de Intervenção no Território, Ambiente e Ação Climática da Câmara Municipal de Guimarães, referiu que o município espera “atrair para este projeto investidores privados, em troca de parte da energia produzida”.

A Câmara Municipal de Guimarães tem como meta tornar o Bairro C climaticamente neutro até 2025, sendo este o primeiro passo para a cidade conseguir descarbonizar todo o seu território até 2030, refere o comunicado de imprensa enviado às redações.

Nesta matéria, a comunicação avança ainda que as ações públicas previstas no âmbito do Contrato Climático envolvem um investimento de cerca de 77 milhões de euros.

O responsável também anunciou o lançamento do Selo do Pacto Climático de Guimarães, de forma a distinguir as mais de 120 empresas que já subscreveram o documento na última conferência de ação climática realizada.

Foi ainda apresentado o novo site de Guimarães 2030, “que será um importante veículo de disseminação de boas práticas e de envolvimento dos cidadãos no caminho de Guimarães rumo à neutralidade climática até 2030”, refere a nota de imprensa.

Além disso, foi ainda revelada a segunda fase de workshops temáticos para o segundo semestre deste ano, que abordam temas como financiamentos, eficiência energética e cálculo de pegada carbónica para as empresas.

 

 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever