Mobilidade

Portugal regista maior número de cidades e vilas participantes na Semana Europeia da Mobilidade

Portugal regista maior número de cidades e vilas participantes na Semana Europeia da Mobilidade

A Semana Europeia da Mobilidade 2023 está em curso até sexta-feira, dia 22 de setembro, culminando no Dia Europeu Sem Carros. De acordo com o site oficial da iniciativa, Portugal registou este ano a maior participação de sempre, com 115 cidades e vilas participantes.

O recorde de participação ocorre ao mesmo tempo que grandes municípios como Porto, Sintra e Cascais não dinamizaram atividades. De acordo com o portal oficial, o Porto participou pela última vez em 2021 (sendo que a anterior tinha sido em 2015). Já Sintra participou pela última vez em 2020 e Cascais em 2022.

O tema da edição deste ano foi a “Eficiência Energética”. A nível europeu, participam na iniciativa 2817 cidades e vilas dispostas por 43 países (registadas até ao momento de escrita do artigo), com a Turquia (630), Áustria (475), Espanha (387), Hungria (231) e Polónia (191) a liderarem a lista. Portugal encontra-se na sétima posição.

Braga

O município de Braga (participa há 10 edições seguidas), vencedor do Prémio de Mobilidade Sustentável da Semana Europeia da Mobilidade 2022, dinamizou a semana com atividades como a Universidade de Fim de Verão, o passeio noturno de bicicleta, o policiamento júnior e a inauguração de um parklet junto a uma escola. Outro dos destaques foi a iniciativa que permitiu viajar de autocarro, ida e volta, por apenas um euro durante esta semana.

Olga Pereira, vereadora com o pelouro da Mobilidade, destacou, em comunicado, o lançamento de um programa de apoio à aquisição de bicicletas. “Esta é mais uma medida para incentivar a integração e o uso da bicicleta como forma de mobilidade em meio urbano, proporcionando uma deslocação ativa para o trabalho ou para a escola”, explicou a vereadora.

O executivo anunciou ainda que o projeto ‘School Bus’ que, no próximo ano, irá abranger todos os alunos do concelho. Neste ano letivo, a iniciativa abrange o ensino básico em oito escolas da zona central da cidade. O objetivo é reduzir o tráfego automóvel nas imediações das escolas e, ainda, melhorar o serviço de transporte regular.

Para comemorar o Dia Sem Carros, a cidade vai abrir a Rua D. João II e Viaduto Santos da Cunha apenas a pedestres, ciclistas e transportes públicos.

Foto: Câmara Municipal de Braga

Guimarães

Já no município ao lado, em Guimarães (participou em 12 edições), promoveu, em antecipação desta semana e no âmbito da sua candidatura a Capital Verde Europeia 2025 – cujo resultado se conhece dia 5 de outubro-, a Green Week (entre 15 e 18 de setembro), com a apresentação do Pacto Climático de Guimarães, no âmbito da Missão 100 Cidades 2030. Neste pacto, Guimarães compromete-se a reduzir em 80% as emissões de gases de efeito estufa, além de acrescentar um C de carbono zero ao projeto Bairro C. Esta última iniciativa tem como objetivo reinterpretar o território abrangido pela Zona de Couros, Teatro Jordão, Rua da Caldeiroa e os percursos pedonais adjacentes até à Casa da Memória e Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

Lisboa

Focando agora as atenções na capital portuguesa, Lisboa, que participou em quase todas as edições (menos 2006) promove o evento “Lisboa Vive a rua”, uma festa de mobilidade que se realiza nos dias 23 e 24 de setembro na Praça do Comércio.

O executivo lisboeta lançou oficialmente, no dia 20, a Bloomberg Initiative for Cycling Infrastructure. Este programa internacional pretende melhorar as ligações cicláveis das cidades, cuja candidatura de Lisboa selecionada. O lançamento foi marcado com a implementação provisória de uma ciclovia entre a Praça dos Restauradores e a Rua da Prata.

No dia 22, é promovida a cimeira “Rumo a um mundo Net Zero – Desafios da transição”, que aborda a mobilidade sustentável. A iniciativa insere-se na sexta edição do Portugal Mobi Summit.

Oeiras

Outro município que promoveu atividades foi Oeiras, tendo iniciado as comemorações no dia 17 com a relização da 42ª Corrida do Tejo. O executivo apresentou ainda o ‘Oeiras Vai e Volta’, serviço que funciona como um “tuk-tuk” (veículos ligeiros 100% elétricos), destinando-se a assegurar as deslocações de curta distância nos centros históricos das localidades do concelho. Já no dia 20 de setembro, foram apresentadas as funcionalidades da nova app Oeiras Move, uma aplicação digital que disponibiliza vários serviços aos cidadãos, facilitando o atendimento e reduzindo tempos de espera.

Finalmente, no dia 24 de setembro, junto à Estação da CP de Oeiras é inaugurada a Ciclovia da Medrosa que liga a estação à Praia da Torre.

Vila Nova de Gaia

Retomando a nossa visão agora na Área Metropolitana do Porto, a cidade do Porto não dinamiza atividades, mas do outro lado do rio, o município de Vila Nova de Gaia (participou em 16 edições) dinamiza no dia 21 o debate “Combina e move-te em Gaia!”, onde vão ser discutidas as ações de promoção da mobilidade, no âmbito da requalificação do espaço público do centro histórico de Vila Nova de Gaia, o Walkingaia – programa de comunicação visual urbana- as Zonas Kiss & Go e a revisão do PDM.

O executivo vai interromper no dia 22 de setembro, sexta-feira, entre as 10 e as 18 horas, o trânsito na Avenida da República, no troço compreendido entre a Rua das Camélias e a Ponte Luís I (no sentido sul-norte) e no troço compreendido entre a Ponte Luís I e a Rua 20 de Junho (no sentido norte-sul). Nesse dia vai ser ainda promovida a apresentação do piloto Bike4us Afurada, do CEIIA.

Faro

Finalmente, olhando para o sul do País, Faro (que participa desde o início da Semana em 2002), teve o Jardim Manuel Bivar como o ponto central da agenda diária, que incluiu possibilidades de formação (nomeadamente no que toca ao uso da bicicleta e à Segurança Rodoviária), campanhas de sensibilização, ofertas de cadeiras de transporte de crianças em bicicletas, sessões de cinema, caminhadas, passeios de bicicleta, entre outras iniciativas.

O executivo encerrou/vai encerrar o trânsito automóvel no dia 16 entre as 10h e as 23h, dia 17 entre 10h e as 14h e dias 18 a 22 de setembro, entre as 08h e as 13 horas, na Cidade Velha e imediações do Jardim onde decorrem as atividades.

Outras iniciativas não municipais:
  • A aceleradora BGI e o EIT Urban Mobility promoveram o Park(ing) Day, no dia 15 de setembro, em Alcântara. Um lugar de estacionamento foi transformado num espaço de inspiração e criatividade aberto ao público.
  • O Centro Cultural de Belém (CCB) acolheu, entre 16 e 17 de setembro, a segunda edição da Cidade do Zero, iniciativa que pretende demonstrar como seria vivermos numa cidade efetivamente sustentável e inclusiva.
  • O Fancy Women Bike Ride ocorreu no dia 17 de setembro, com um percurso entre a estação de comboios de Sete Rios e o Campo Grande.
  • O Jardim da Parada, em Campo de Ourique, foi transformado num superquarteirão, aumentando o espaço público para usufruto das pessoas de 5,4 para 9,7 para mil metros quadrados. A iniciativa ocorreu entre 9 e 17 de setembro e teve como objetivo testar a possível implementação.
  • A U-Shift dinamizou no dia 19 a mesa-redonda “Combina e move-te: será que sem modos ativos vamos lá?”, que contou com o editor de mobilidade da SUSTENTÁVEL, Sérgio Abrantes, como moderador.

Pode conhecer todas as atividades dinamizadas pelas várias vilas e cidade de Portugal, aqui.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever

Download SU

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever