Mobilidade

Renovação sustentável da frota empresarial – Portugal está no bom caminho?

Renovação sustentável da frota empresarial – Portugal está no bom caminho?

A sustentabilidade é um tópico cada vez mais inevitável atualmente. Com muitas empresas empenhadas em reduzir as suas emissões, a mobilidade dos seus colaboradores toma um papel importante nesse sentido, com a frota automóvel das empresas já a sofrer alterações.

Quase metade das empresas (47%) já utilizam, pelo menos, um veículo com tecnologia híbrida, plug-in híbrido ou 100% elétrico, em linha com a média na Europa. Os dados são do “Barómetro Automóvel e de Mobilidade 2022”, promovido pelo Arval Mobility Observatory.

No entanto, quando focado apenas nas viaturas 100% elétricas, o resultado decresce para 8%. O valor é menor que a média europeia de 19%. Nos próximos 3 anos, 27% das empresas a usar ou a considerar fazê-lo, um crescimento de 238%.

iStock 1010378254 1

As principais razões para esta aposta são a redução do impacto ambiental (28%) e a redução dos encargos financeiros para as empresas em relação às alternativas a gasolina ou diesel (29%).

As principais barreiras nesta renovação são a escassa oferta de pontos de carregamento nos escritórios, residências dos colaboradores e também na rede pública. De forma a menorizar o problema, 21% das empresas que já têm instalados postos de carregamento para viaturas elétricas permitem aos colaboradores carregarem os seus veículos gratuitamente.

Um outro estudo, promovido pela LeasePlan, mostra que mais de 50% das empresas com frotas inferiores a 200 veículos ainda não sentiram necessidade de encomendar veículos eletrificados, embora 25% delas já avaliem as oportunidades e os desafios da transição.

Mais de metade das empresas já assumiu internamente a sua transição para a mobilidade elétrica. As considerações de custos são o fator mais tido em consideração de forma transversal na transição para a mobilidade elétrica.

Esta renovação toma grande peso quando a grande maioria das empresas não pretende abdicar das suas frotas automóveis para recorrer a soluções alternativas de mobilidade. Segundo o “Barómetro Automóvel e de Mobilidade 2022”, o automóvel particular é ainda utilizado por 56% dos colaboradores nas deslocações casa-trabalho. Com os transportes públicos a assumirem 28%.

iStock 907996150